Você também pode AJUDAR a manter a qualidade do Blog !!!

Para o Blog "24 horas brasil" estar sempre bem atualizado e ser o melhor site sobre a série com a qualidade que vocês estão acostumados é simples, basta clicarem nos anúncios do Google contidos pela página. Obrigado a todos !!!

sábado, 20 de junho de 2009

Clichês que são usados frequentemente em 24 horas


Armas de destruição em massa

Especialmente armas nucleares, são ameaças constantes no show. As temporadas 2 e 6 foram elaboradas com base em torno da ameaça das armas nucleares. Na 3ª temporada, é um vírus letal. Na 5ª é um gás que ataca o sistema nervoso. Na 4ª temporada a ameaça também é uma arma nuclear , mas a temporada não gira toda em torno dessa ameaça, ela inclui um vazamento em uma usina nuclear e um ataque ao Air Force One. A 7ª apresenta uma companhia militar privada chamada "Starkwood", que visa a aquisição de armas biológicas depois de testar na ficticia nação africana, Sangala.

Traidores do governo

A CTU é frequentemente comprometida pelos espiões. A maior parte se trata freqüentemente de agentes duplos trabalhando com terroristas. Houve uma primeira reflexão a um espião na primeira temporada, mas depois foi descoberto um segundo. Desde então, um outro agente foi acusado de espionagem na 4ª Temporada. Na 5ª Temporada um traidor foi descoberto na Administração da Casa Branca. Muitos outros agentes têm sido acusados de serem "Traidores". Um dos principais temas da 7ª Temporada é de uma enorme quebra de informações no governo dos EUA, se bem que mais de cinqüenta indivíduos foram contratados pelo criminoso de guerra, Geral Juma.

Mudanças freqüentes do Presidente dos Estados Unidos

O presidente mudou muitas vezes durante a história do show. David Palmer foi eleito presidente antes da 2 ª Temporada, temporariamente, mas foi forçado a demitir-se no âmbito da 25 ª Emenda. O Vice President Jim Prescott assumiu durante várias horas e, em seguida, por um período muito mais longo de tempo, após uma tentativa de assassinato a Palmer. Após quatro anos Palmer terminou o seu mandato, ele decidiu não tentar a reeleição, abrindo caminho para John Keeler. No entanto, o mandato de Keeler terminou cedo porque ele ficou gravemente ferido depois que o Força aerea um foi abatido. O Vice President Charles Logan assumiu e se tornou presidente. Meses depois, ele foi forçado a demitir-se depois que provas foram encontradas acusando-o de uma série de ataques terroristas. Neste ponto, o Vice President Hal Gardner substituiu Logan e terminou o seu mandato. Antes da 6ª temporada, Wayne Palmer foi eleito para o cargo, mas sofreu um coma após uma tentativa de assassinato. O Vice President Noah Daniels assim foi promovido a presidencia e acabadou o mandato de Palmer, mas não conseguiu ser reeleito e assistiu sua sucessora Allison Taylor se tornando presidente durante 24:Redemption.

Mudanças freqüentes de diretores da CTU


Foram doze diretores da CTU, muitos dos quais se demitiram ou foram mortos. Em geral, os diretores da CTU LA (seja Jack, Tony, George Mason, Bill Buchanan, Michelle Dessler, ou qualquer outro) são representados pelos escritores como estando dispostos a comprometer o protocolo em prol do progresso. Freqüentemente, enviam mais uma divisão, por ordem do diretor para (nas palavras de Alberta Green) "colocar os pingos nos is" e reafirmar o controle sobre o departamento, e, ao fazê-lo, oprimir ou reduzir a eficiência da CTU LA, ao tentarem forçar os empregados a realizarem seu trabalho no prazo. Cerca de metade destes diretores tenham eventualmente evoluidos de agentes da burocracia, aliados e parceiros da criminalidade, facilitando o trabalho da CTU, mesmo à custa de protocolo, quase inevitavelmente, esses "reformados" diretores (Ryan Chappelle, Lynn McGill) sacrificam suas vidas de forma heróica. mesmo que inevitavelmente eles sejam substituídos por outro burocrata.

Tortura

Jack e outros empregam o uso de tortura ou de ameaças de tortura, em quase todas as situações, a fim de extrair informação. A CTU também utilizou drogas, causando uma forte dor, em sessões de interrogatório em que são necessários resultados rápidos. Este foi utilizado em ambos os agentes e antagonistas. Seus efeitos são totalmente ao contrário dos efeitos da tortura corporal. O show tem sido criticado por grupos de direitos humanos por utilização de cenas de tortura. Em resposta, os escritores do show disseram que vão tentar incluir menos cenas de tortura em episódios no futuro, não para satisfazer as exigências dos grupos de direitos humanos, mas porque eles estavam começando a esgotar as narrativas sobre o tema.

Castigo


Ainda que em 24 horas antagonistas geralmente são tratados com um senso de justiça, alguns são deliberadamente mortos por Jack depois que ele considera que a sua utilidade e o perigo acabaram: Victor Drazen (tiro repetidamente após cair de uma doca), Nina Myers (baleada durante a tentativa de escapar da CTU), Conrad Haas (morto a tiros após confessar que assassinou David Palmer) e Christopher Henderson (baleado duas vezes após ele tentar matar Jack). Do mesmo modo, na 3ª Temporada, a esposa do falecido Gael Ortega matou com um tiro Stephen Saunders na CTU.


Jack fora da CTU


A única vez que Jack é um agente da CTU é antes da 1ª Temporada e em épocas entre a 2ª e 3ª. Em qualquer outro momento da série , Jack está sempre em outro lugar onde suas habilidades não estão sendo praticadas. Antes da 2 ª Temporada, Jack foi aposentado (inativo da CTU) por um ano e meio após a morte de sua esposa, Teri. Quinze meses antes da 4 ª Temporada, Jack começou a trabalhar para o Secretário de Defesa, James Heller, depois que ele foi despedido da CTU por Erin Driscoll por causa de seu vício em heroína. Antes da 5 ª Temporada, Jack tinha falsificado a sua morte e estava trabalhando em uma refinaria de petróleo. Antes da 6ª, Jack estava em uma prisão chinesa por 20 meses. Entre a 6ª e 7ª, Jack estava escapando de uma intimação do senado, viajando por todo o mundo e participando de trabalhos humanitários. Além disso, algum tempo após a 6ª Temporada, a CTU foi desmantelada.

Ameaça de um determinado membro da família para dar informações vitais


Esta variante de tortura psicológica e física foi introduzido na 2 ª Temporada quando Jack interrogou Syed Ali. Esta ideia foi desmentida no início da 3ª Temporada quando Ramon Salazar não se preocupa com uma possivel ameaça á seus filhos, mas foi mais tarde utilizada para coagir Stephen Saunders. Christopher Henderson utilizou a tática de impedir a introdução de elementos de prova na 5ª Temporada sequestrando Audrey e a CTU utilizou novamente na 6ª temporada quando orquestrou uma conversa entre o General Habib e Abu Fayed. Na 7 ª Temporada, Renee Walker ameaça a familia de Edward Vossler para dar a Jack Bauer a informação do paradeiro do Coronel Dubaku. Este dispositivo foi utilizado por Jack e outros personagens de ambos os lados da lei em toda a 7ª temporada.

Damn'it (droga, maldição, porra etc)

É uma expressão regularmente falada pelos personagens em 24 horas, especialmente por Jack.



Vídeo do Kiefer Sutherland no programa do Leno falando sobre o uso da palavra "Damn'it" e suas consequências.





Nenhum comentário:

Postar um comentário